• (45) 3027-2551
  • (45) 99834-2934
  •         
Foz do Iguaçu, Paraná    º ↓º    21 Ago | 13h38
Revista
DIVA MAG
Assine Já
29 Ago | 16:44:42

Dicas e cuidados para a conservação do perfume




 

A tendência no mercado nacional é encontrar uma equação entre longevidade (permanência do perfume na pele) e projeção (capacidade de o perfume exalar), e, neste desafio, nosso clima nem sempre é apropriado para fragrâncias tão fortes. No inverno, o uso de perfumes mais encorpados, com notas de saída mais densas, é favorecido, pois as temperaturas baixas tornam a evaporação das essências mais lenta. Agora, não somente a projeção e fixação da fragrância devem ser observadas, mas também a forma de guardar os delicados frascos pode aumentar – e muito – a vida útil de um perfume.

Guardar perfumes no banheiro? Jamais!

Isso mesmo! Embora tenhamos o hábito de sair do banho já perfumados(as), o banheiro é o pior lugar para se manter os frascos. Isso porque a combinação de umidade, luz e variação de temperatura cria condições para a aceleração da oxidação dos componentes. Resultado? Alteração da cor, da fragrância (que pode carregar um cheiro acético de fundo) e mesmo apresentar partículas em suspensão ou em depósito. Os perfumes geralmente vêm acondicionados em belas e resistentes caixinhas, para mantê-los a salvo da claridade e da umidade. Embora muitos frascos sejam verdadeiras obras de arte, o melhor mesmo é mantê-los a salvo no escurinho do closet ou armário.

Atenção à saúde da pele

Pele ressecada não segura perfume. A explicação é pela aceleração da evaporação, pois, na falta de um manto hidrolipídico saudável a fragrância não encontra condições de se integrar à pele, dissipando-se com maior rapidez. Passar um creme neutro, com ingredientes emolientes, ou mesmo um hidratante da mesma família olfativa do perfume, ajuda muito a desfrutar da companhia da fragrância por mais tempo. Alguns perfumes possuem coffrets, com shower gel e bodylotion, fabulosos para fazer esta combinação;

A regra dos quinze segundos

Ao aplicar o perfume, jamais esfregue o local, aguarde ao menos quinze segundos para a secagem e evaporação. Quando ocorre atrito, os sensíveis componentes das notas de saída, corpo e fundo se desestabilizam, comprometendo a longevidade e a evolução da fragrância. O ideal é aguardar esses preciosos instantes para que a fragrância repouse gentilmente sobre a pele.

Mais calor, por favor

Para favorecer a projeção da fragrância, esta tática é bastante conhecida e difundida: aplicar nas regiões de maior fluxo sanguíneo, e, consequentemente, de maior temperatura do corpo. Pulsos, pescoço, dobras dos cotovelos e atrás dos joelhos são pontos estratégicos, que auxiliam a evaporação constante do perfume.

Limpeza geral

Manter os frascos limpos, livres de poeira e umidade é de grande ajuda para manter o perfume intacto por mais tempo. Periodicamente, revise o borrifador e a tampa do frasco, limpe-os gentilmente com álcool 70%, evitando o acúmulo de resíduos. Vale também ficar atento(a) à vedação e ao fechamento correto, evitando-se ao máximo a entrada de ar.  

Cautela nunca é demais

Vale lembrar que o perfume pode ser inimigo de outros materiais, ocasionando manchas e reações desfavoráveis. Nunca aplique perfume sobre metais – joias, bijouterias, relógios e abotoaduras; pérolas e materiais como madrepérola e âmbar; tecidos como linho e seda; artigos de couro, madeira e fibras naturais. Os danos às peças podem ser irreversíveis. 

 


Compartilhar


Posts Relacionadas


Comentários