• (45) 3027-2551
  • (45) 99834-2934
  •         
Foz do Iguaçu, Paraná    º ↓º    23 Out | 03h32
Revista
DIVA MAG
Assine Já
17 Out | 17:13:19

Lições de estilo com Audrey Hepburn




Primeiramente, quem é Audrey Hepburn? Simplesmente a atriz de Hollywood mais bonita da história, considerada um ícone de estilo assim como a terceira maior lenda feminina do cinema, de acordo com o American FilmInstitute. A atriz é muito mais do que um rosto bonito e muito talento: quando tinha 10 anos de idade, no período da Segunda Guerra Mundial, morava na Holanda com sua mãe, o país foi invadido pelos nazistas e a vida da família foi tomada por uma série de privações. Quando começou a estudar ballet, sua professora disse que ela era alta demais e desajeitada para dançar. Com isso, começou a trabalhar como modelo fotográfica para ajudar em sua casa, mas optou por outra área artística para atuação. Assim, começou a surgir o fenômeno Hepburn com o clássico Bonequinha de Luxo, em um papel que a transformaria em um ícone e pelo qual seria lembrada para sempre. 

E quem não se lembra dos looks icônicos de Bonequinha de Luxo? Ou da sua franjinha na metade da testa que foi tendência por muito tempo? Ainda é possível aprender muito com a Audrey e a gente tem aqui algumas lições de moda a partir do estilo dela.

1-Tenha peças atemporais em seu guarda-roupa:

A gente adora saber o que está em alta, mas é legal ter essa compreensão na hora de comprar roupas, pois é importante saber que elas estão ali no guarda-roupa para serem usadas, não só para ocupar espaço e nada melhor do que conseguir montar vários looks com apenas uma peça de roupa.

2-Não subestime o poder do acessório:

Audrey usava muito lenços, tanto na cabeça, como amarradinho no pescoço de um jeito bem fofo. E isso de usar lenço no pescoço foi popularizado por ela na época porque era uma nova função para o acessório.

3-Deixar sua personalidade destacar em suas roupas:

O maior valor de uma roupa é não ofuscar a beleza natural da mulher e deixar que a personalidade se destaque. A roupa em si, muitas vezes, nem importa. O que vale é a atitude de quem a veste. Como ela mesmo disse: Pra que se espremer num vestido vermelho justíssimo e tentar se equilibrar num sapato que destrói o pé se dá para ser linda e feminina de calça jeans, camiseta listrada e sapatilhas?” 


Compartilhar


Posts Relacionadas


Comentários