• (45) 3027-2551
  • (45) 99834-2934
  •         
Foz do Iguaçu, Paraná    º ↓º    15 Nov | 13h35
Revista
DIVA MAG
Assine Já
30 Nov | 16:02:11

Valentino – O último rei da moda




Um dos maiores nomes da alta-costura, mundialmente conhecido por vestir rainhas, princesas, primeiras-damas, atrizes e celebridades, Valentino é um dos últimos grandes estilistas da era, antes da moda virar uma indústria globalizada que é hoje, dirigida tanto por contadores e executivos de marketing quanto por estilistas.

Valentino Clemente Ludovico Garavani nasceu em Voghera, norte da Itália em 1932. Desde criança gostava de desenhar figurinos para o cinema, sua paixão. Seu sonho era ser estilista e ainda muito jovem direcionou seus estudos para o Design de moda e para a língua francesa. Aos 17 anos mudou-se para Paris “a capital da moda” e começou a trabalhar com grandes nomes da alta-costura como Jean Desses (de quem foi assistente por cinco anos) e com Guy Laroche (por mais dois anos). Em 1959, retornou à Itália e com apoio financeiro da família abriu seu ateliê em Roma, no renomado endereço da Via Condotti. Ganhou destaque apresentando suas criações em vermelho, mais tarde conhecidas como Red Valentino. Era a época áurea do cinema italiano, nos anos 60, uma fase imortalizada por “La dolce Vita”, de Federico Fellini. As estrelas de cinema de Hollywood visitavam a capital italiana e artistas nacionais de destaque como Sophia Loren e Gina Lollobrigida, simultaneamente, descobrem e divulgam as roupas do jovem estilista de Voghera, impulsionando-o para a fama internacional.

Valentino Garavani e Giancarlo Giammetti: uma parceria de sucesso

Os dois se conheceram em 1960 quando Giancarlo, recém-formado em arquitetura, aceitou gerir a empresa de Valentino e em pouco tempo transforma a marca num sucesso. A estréia internacional de Valentino Garavani aconteceu em 1962, em Firenze, capital da moda italiana na época, e era onde aconteciam os shows mais importantes. Seu primeiro desfile foi considerado uma revelação, tanto pela imprensa como pelos comerciantes internacionais, que o encheram de encomendas. Começou a anunciar em revistas, abriu as primeiras lojas próprias em Roma e Milão. Criou uma linha de roupas feminina e masculina de prêt-à-porter e administrou os licenciamentos da marca, introduzindo em sua linha de produtos jeans, braceletes, colares, camisetas, além de uma linha de decoração que incluía tecidos, estampas, papéis de parede e móveis. Tornou a empresa super bem-sucedida. Valentino era amigo de várias celebridades e membros da realeza, e logo passou a ser sinônimo de luxo, glamour e sofisticação.

A Consagração de Valentino

Em 1967, apresentou a Coleção VALENTINO’S WHITE, com um conjunto de roupas de traços simples dedicados a Jacqueline Kennedy. Foi quando lançou o icônico logotipo com a letra “V”, que até hoje estampa botões, bolsos, acessórios e perfumes. A Coleção chamou a atenção por sua simplicidade, numa época que as cores garridas ditavam a moda. As roupas com a letra “V” passaram a ser usadas por mulheres mundialmente conhecidas como as estrelas de cinema Elizabeth Taylor e Audrey Hepburn, além das ex-primeiras damas norte-americanas: Nancy Reagan e Jackie Kennedy (viúva do ex-presidente dos EUA) que, ao casar-se com o bilionário grego Aristóteles Onassis, usou um vestido curto desenhado por Valentino.

Lançou seu primeiro perfume em uma noite de gala em Paris no ano de 1978. Sua expansão continuou ao abrir lojas nos EUA e Japão. Inaugurou em 1989 a Academia Valentino, um espaço de exposição de arte em Roma, junto a seu atelier. E no ano seguinte, encorajado por sua amiga Elizabeth Taylor, funda a Associação LIFE para auxiliar as vítimas da AIDS. No ano de 2000, Valentino recebeu um importante prêmio pela sua carreira de estilista pela Associação dos Criadores de Moda dos Estados Unidos.

As Noivas de Valentino

Valentino é uma lenda e está no topo da alta-costura italiana, sendo também uma referência ao se tratar de vestidos de noiva. Cada modelo criado por ele traz um aspecto único sendo trabalhado sobre a personalidade da noiva. Entre as princesas e rainhas que se casaram estão a Princesa Madaleina da Suécia e a Rainha Máxima da Holanda, e também celebridades como Jennifer Lopez, Anne Hathaway, Couteney Cox, Nicky Hilton, Marie-Chantal Miller, entre outras.

Além do mais, Valentino não assina qualquer noiva, pois o estilista tem que querer trabalhar com a noiva e entender o seu estilo para compor o modelo ideal, e o resultado é de uma perfeição absoluta, o que fez divas, rainhas e princesas se apaixonarem pelo trabalho dele e serem fiéis a marca para casamentos e eventos sociais.

 

" Elegância é o equilíbrio entre a proporção, emoção e surpresa."  -Valentino Garavani

A Aposentadoria do mestre

Em 2008, Valentino anunciou o fim de suas atividades no mundo fashion em um desfile em Paris, e desde então ele e Giancarlo estão aposentados mas acompanhando de perto o trabalho de seus sucessores na criação artística da Maison: Maria Grazia Chiuri (atualmente diretora Criativa da Dior) em conjunto com Pierpaolo Piccioli. Recentemente lançou o Museu Virtual de Valentino, com fotos, croquis e vídeos de todas as criações do designer. Hoje há cerca de 560 lojas no mundo a vender a marca Valentino e mais de 60 comercializam exclusivamente as roupas do renomado estilista italiano, que conta com admiradoras como Cláudia Schiffer e Sharon Stone


Compartilhar


Posts Relacionadas


Comentários