• (45) 99801-7655
  • (45) 99830-1236
  •         
Foz do Iguaçu, Paraná    º ↓º    30 Jul | 04h18
Revista
DIVA MAG
Assine Já
17 Jul | 10:06:58

A minimalista e luxuosa Céline




 

 

As bolsas da marca são famosas e consideradas por especialistas como atemporais e ideais para serem usadas em qualquer ocasião. Por suas coleções sofisticadas, acabamentos impecáveis e detalhes perfeitos, a Céline criou um estilo contemporâneo sendo uma das favoritas das celebridades, do público e da crítica moderna.

Como tudo começou

A grife de origem francesa, nascida em 1945, por Céline Vipiana e seu marido Robert, iniciou seus trabalhos seguindo a linha infantil sob medida. O casal realizou a perfeita combinação entre o clássico e o luxo, e com o passar dos anos obteve muito destaque ao vender seus produtos para o Príncipe Albert e a princesa Caroline de Mônaco. A marca obteve ainda mais notoriedade no período pós-guerra.

O sucesso foi tão grande que ampliaram seu mercado e sua linha de produtos. Passaram a vestir diversos jovens da alta sociedade e, em 1959, criaram uma coleção de sapatos femininos. Em seguida, desenvolveram uma linha de perfumes, acessórios, roupas e bolsas. A Céline tornou-se popular pelo cuidado que o casal possuía pelas peças, além da qualidade e do belíssimo design. A marca inovou, tratando o material como o mais importante e caiu no gosto das consumidoras.Para Celine Vipiana as roupas não precisavam ser extravagantes, mas sim elegantes e fáceis de usar. Com isso, as coleções tiveram maior aceitação do público.

“As mulheres pegaram logo o espírito da coisa. Perceberam que a roupa da Céline era prática e fácil de cuidar. A mulher que viaja preferia levar coisas leves na mala, e que permaneçam asseadas e impecáveis. Por exemplo, usar blusa e saia, combinação que eu tornei famosa, não estava na moda. Todo mundo preferia vestido pela praticidade”.

Uma nova era em 1987, a marca já chamava a atenção dos grandes proprietários de conglomerados de luxo da época. Mas somente em 1996 o Grupo LVMH (Louis Vuitton Moet Hennessy) com o francês Bernard Arnault adquiriu a marca Céline. A direção criativa ficou a cargo de Michael Kors e posteriormente a Roberto Menichettiu, até que em 2008 Phoebe Philo (que foi colega e trabalhou com Stella McCartney na Chloe) foi escolhida para comandar o estilo da grife, e lá está até hoje.

Com Phoebe, a Maison definitivamente explodiu no mercado de luxo. Os acessórios e as bolsas passaram a ser os mais desejados pelas consumidoras. Os materiais de alta tecnologia combinados as belas criações da estilista resultaram em pecas “limpas”, sofisticadas e de alta qualidade.

As It-bags

Conhecida por criar peças icônicas, os modelos de bolsas: Luggage e Trapeze são as queridinhas da marca desde sempre, e até hoje fazem parte da linha de produtos. Outros modelos que fazem sucesso entre as consumidoras da marca são as mais recentes it-bags: Classic Box e a Trio Bag.

A Céline é referência no mundo da moda ao se falar em minimalismo e alfaiataria. Suas peças acompanharam as tendências mantendo-se fiéis ao seu estilo mais clean e sofisticado. Uma combinação infalível para o sucesso.

 


Compartilhar


Posts Relacionadas


Comentários