• (45) 3027-2551
  • (45) 99834-2934
  •         
Foz do Iguaçu, Paraná    º ↓º    26 Fev | 19h12
Revista
DIVA MAG
Assine Já
13 Fev | 15:17:29

PRADA




 

 

A marca italiana que está no mercado há mais de 100 anos é sinônimo de leveza, luxo e sofisticação. A Prada continua se reinventando. Autêntica, implementou o nylon como material de luxo e foi uma das precursoras ao empoderamento feminino através da moda.

 

A história da marca

 

No ano de 1913, na cidade de Milão, na Itália, Mario Prada que era um experiente artesão de bolsas, em parceria com seu irmão Martino fundaram a marca Fratelli Prada (em português: Irmãos Prada). Juntos criavam malas de viagens, bolsas e acessórios de luxo em couros diferentes como, por exemplo, os de leão marinho. A produção era artesanal, tudo feito à mão, a atenção aos detalhes deu muito destaque à qualidade das peças. Com peças exclusivas, acabamentos perfeitos e materiais nobres, logo a marca ganhou muitos admiradores, a demanda cresceu e em 1919 inaugurou sua primeira loja Prada na Galleria Vittorio Emanuele II, onde está até hoje, num local de grande destaque.  E ainda naquela época a Prada tornou-se fornecedora oficial da Família Real Italiana.

Os irmãos Prada eram como todos os homens daquela época, não admitiam mulheres no comando dos negócios, porém, tempos depois, Luisa Prada, filha de Mario Prada, viera administrar a loja por mais de 20 anos.

 

A Nova Prada

 

Mas foi quando a sua neta, Miuccia Prada, ingressou na empresa da família em 1978, juntamente com Patrizio Bertelli, que restaurou o prestigio da marca internacional, lançando tendências e produzindo conceitos, pois nos anos 70 a nobreza e o prestigio da marca já tinha se perdido, tanto que na época não faturava o suficiente para se sustentar.

Miuccia trouxe um olhar mais crítico e contemporâneo, causou uma reviravolta ao escolheu usar nylon (náilon Pácono) ao invés do couro para criar suas peças com linhas simples, como as mochilas que foram um sucesso instantâneo no mundo da moda. Este foi o ponto da virada nos anos 80, a criação das bolsas Prada com um material tão comum e renegado pelos designers, foi uma revolução.

 

Demonstrando praticidade, resistência, utilidade e beleza, Miuccia percebeu que era o fim da era de ostentação e que os consumidores estavam em busca de peças práticas e de qualidade. E assim vieram as roupas básicas da Prada, que priorizavam o corte, caimento e tecido. Os acessórios seguiam a mesma tendência de estilo e em pouco tempo o estilo Prada era novamente consagrado internacionalmente.

A liderança de Miuccia foi um acerto que se mantém firme até hoje. Era uma nova forma de pensar a moda. Seu estilo era bem diferenciado do estilo da época, suas coleções traziam uma mulher inteligente, bem informada, ousada e inovadora, bem diferente do seu conterrâneo Gianni Versace, que pregava um estilo feminino e mais sensual.

 

O Sucesso de Miuccia

 

            Desde seu primeiro desfile prêt-à-porter, Miuccia já causou impacto e ganhou importância. Anna Wintour, a famosa e renomada editora-chefe da Vogue americana declarou “Prada é o único motivo para alguém assistir a temporada de moda em Milão”. A grife é citada em obras como o livro “O Diabo veste Prada” tanto no título quanto nas roupas que os personagens usaram em sua adaptação para o cinema. A Prada também comercializa perfumes em conjunto com a Companhia espanhola Puig.

            Miuccia é um dos maiores nomes da moda internacional e uma das mulheres mais poderosas da Europa, estando entre as mais ricas do mundo, segundo a revista Forbes (2013). Casada há mais de 30 anos com Patrizio Bertelli, seu parceiro nos negócios e na vida, e também CEO do conglomerado Prada, Azzedine, Allaia e Helmut Lang.

            A grife possui mais de 600 lojas no mundo, estando em 70 países. No Brasil está nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília. 

 

A Miu Miu

 

            Lançada em 1993, em homenagem ao apelido de infância de Miuccia por ser uma linha criada para mulheres mais jovens, livres e divertidas. Com um toque inovador e a filosofia de ser uma marca independente e não uma segunda linha da Prada. Atende a uma demanda diferenciada que Miuccia notou dentro de sua própria loja.

            Com um preço mais acessível a Miu Miu caiu no gosto das mulheres. As bolsas e sapatos ficaram famosos por sua originalidade e designers exclusivos, que combinam com todos os tipos de mulheres. A bolsa feita com couro matelassê, comprova mais uma vez a qualidade e o cuidado com a produção artesanal das peças. Já os óculos são os queridinhos e estão entre os acessórios de luxo mais cobiçados da marca.

 

 

A Fundação Prada

 

Em 1995 Miuccia e o marido criaram a Fundação Prada (Fondazione Prada) no espaço de 19 mil m2, localizada na periferia, onde antes funcionava uma destilaria.

A Fundação tem como objetivo realizar exposições e promoções de projetos com foco no debate sobre a arte contemporânea. Tem espaços com mostras fixas e temporárias. Nos galpões da área interna existem salas de variados tamanhos e contém tem obras de artistas como: Michelangelo Pistoletto, Piero Manzoni, Roy Lichtenstein, Yves Klein, Louise Bourgeois e Lucio Fontana. Há pátios externos e também um bar para acesso do público que visita o local. Conta também com um cinema de 200 lugares onde são exibidos filmes de grandes diretores do cinema mundial.

 

as lojas da marca seguem esta tendência de valorização da arte, transformando-as em centros culturais.


Compartilhar


Posts Relacionadas


Comentários